•Agência de Turismo
   •Beleza e Estética
   •Decoração
   •Diversão
   •Educação e Cursos
   •Gastronomia
   •Lazer
   •Meio Ambiente
   •Moda e Vestuário
   •Pet & Cia
   •Psicologia
   •Saúde
   •Turismo

Cuide do seu bicho de estimação no verão.

Compartilhe esta matéria com seus amigos !

 

Calor é sinônimo de praia, pouca roupa e muita diversão. Mas não se engane, esta época exige cuidados tanto para humanos (veja como se proteger em nossa matéria de saúde), como também, para os animais de estimação. Na verdade, este tema não é inédito na RevistaHelp. com, mas todo cuidado é imprescindível para manter o bem-estar e a saúde de seu animal na época mais quente do ano.
Fique Frio.
O corpo humano possui diversas maneiras de regular a temperatura. Quando o ambiente está quente é normal suarmos para que o corpo resfrie. Nos animais de estimação isso não acontece, eles possuem mecanismos próprios para manter a temperatura baixa. Porém, isso não exime a responsabilidade do dono. Lembre-se que você é responsável pela vida de um ser vivo e mantê-lo protegido do sol, do calor e dos parasitas (comuns nesta época) é o seu desafio para que tudo corra bem no verão. Para ajudar, vamos oferecer informações simples, que com alguns ajustes na rotina, tornam a sua vida muito mais fácil.
Cuidados com o sol:o pelo ajuda a proteger a pele do animal do sol, mas isso não permite que você passeie, a qualquer momento, com o seu bicho de estimação. Como é o usual, evite os horários de sol mais forte. Tente passear sempre antes da 10h ou depois das 16h.
Existe ainda mais um fator para a sua atenção. O sol aquece ar. Nos cães de focinho longo o ar percorre um caminho maior, dentro do corpo do animal, até chegar aos pulmões com a temperatura certa. Em cachorros de focinhos curtos isso não acontece. O ar quente vai direto para as vias respiratórias o que, em alguns casos, pode até matar o animal. Este é mais um motivo para evitar as caminhadas em horários mais quentes.

 

Queimaduras: o solo muito quente machuca. Se você reparar, as patas de cães e gatos são protegidas por uma espécie de almofada, com a pele muito grossa. Entretanto, elas não são grossas o suficiente para evitar queimaduras. Por isso, nada de se aventurar com o seu animal no sol do meio dia.

Praia: a areia fofa e branquinha é perfeita para você, mas uma péssima ideia para o seu cão. A praia esconde microrganismos e vermes que atacam a saúde do animal podendo deixá-lo muito debilitado. O pior, seu cão também pode passar doenças para os outros banhistas. Então fique atento: um passeio no calçadão é permitido, mas mantenha o animal longe da areia e do mar.

Pulgas:para desespero de muitos donos, o verão é a época de proliferação das pulgas. Para proteger, mantenha o anti-pulgas do animal em dia e o ambiente limpo. Agora é manter a vasilha de água sempre fresca e aproveitar para passar o verão com seu melhor amigo.





 

 

 

 

 

 

 

 



Você pode pagar seu anúncio com :