•Agência de Turismo
   •Beleza e Estética
   •Decoração
   •Diversão
   •Educação e Cursos
   •Gastronomia
   •Lazer
   •Meio Ambiente
   •Moda e Vestuário
   •Pet & Cia
   •Psicologia
   •Saúde
   •Turismo

Convívio em sociedade. Você está preparando seu filho para o mundo?

Compartilhe esta matéria com seus amigos !
Eles nascem e queremos protegê-los de todo mal, de todas as situações perigosas ou incômodas. Mas os filhos crescem e, pouco tempo depois, começam a ter preferências e vontades próprias. Amigos e colegas de escola são introduzidos ao círculo de amizades. O que parece normal, pode deixar pais e mães em completa aflição. Será que estamos preparando nossas crianças para o convívio social? Respeitando e lidando sadiamente com as diferenças? Leia a matéria e tire suas conclusões.

ESTIMULANDO A AMIZADE.
Desde crianças aprendemos a conviver: com a família, com a natureza, com o mundo ao redor. Já ao nascer, precisamos de alimento e calor, dados pela mãe. Essa é a primeira relação que desenvolvemos.
Com o amadurecimento, começamos a descobrir outras pessoas e estabelecer conexões afetivas. Só que, ao contrário do que muitos pensam, as relações de amizade não acontecem apenas depois de começarmos a falar. Elas ocorrem muito antes dos pais perceberem. Muitos psicólogos e educadores indicam que, já na creche, o convívio com outros bebês estimula, não são o desenvolvimento motor, mas também, o social. O fato de estar rodeado de outras crianças, de ir a festinhas de aniversário de amigos, de participar de brincadeiras e até o simples gesto de emprestar um brinquedo a um amigo, fazem com que seu filho aprenda a repartir, conviver e respeitar o espaço alheio e, principalmente, saber adequadamente qual é o momento de brincar, estudar, relaxar, etc.
EDUCAR DÁ TRABALHO.
Mas estes benefícios não estão restritos apenas às crianças que vão às creches. Dentro de casa ou em um passeio, as boas relações devem e precisam ser constantemente estimuladas.
Um bom exemplo é ensinar e explicar, desde cedo, expressões de agradecimento e frases como: “Bom dia.”, “Boa tarde.” e “Boa noite.”. Pode parecer simplório, mas, com o passar do tempo, seu filho vai acabar introduzindo-as normalmente em seu vocabulário e, desde cedo, saberá as regras mínimas de educação.
Outra lição que deve ser ensinada em casa é mostrar que seu filho, por mais especial que ele seja a você, não é diferente de outros amigos, ou seja, ele também vai precisar seguir regras. Porém, ao invés de uma imposição, esse tipo de lição precisa ser ensinada de forma natural, quase como uma rotina.
O incentivo ao esporte também ajuda no desenvolvimento e na formação do caráter pessoal. Fora, que seu filho vai aprender a ganhar, perder, convivendo sadiamente com frustrações e bons momentos.
Por último, lembre-se: a base de todo convívio começa dentro de casa. Um ambiente saudável, com bastante diálogo, onde a criança possa ser ouvida é a melhor maneira de preparar seu filho para o mundo e para a vida. Educar dá trabalho, mas as recompensas serão para sempre.


 

 

 

 



Você pode pagar seu anúncio com :