•Agência de Turismo
   •Beleza e Estética
   •Decoração
   •Diversão
   •Educação e Cursos
   •Gastronomia
   •Lazer
   •Meio Ambiente
   •Moda e Vestuário
   •Pet & Cia
   •Psicologia
   •Saúde
   •Turismo

Educação financeira: uma lição que se aprende em casa.

Compartilhe esta matéria com seus amigos !

Nos últimos anos a economia brasileira deu um salto. Uma grande parcela da população ganhou poder aquisitivo e conquistou bens que não faziam parte da chamada Classe
C (a grande maioria da população). A tão sonhada casa própria, carro, computador e até os smartphones, celulares de última geração, já podem ser vistos em todos os lugares, nas mãos de inúmeras pessoas. Em contrapartida, o acesso
facilitado ao crédito, fez com que muitas famílias caíssem em um buraco negro de dívidas: seja no cartão de crédito e cheque especial, juros altos e problemas fi nanceiros quase insolúveis. Para evitar tanta complicação e ter a certeza de investir seguramente, a educação fi nanceira começa em casa e envolve toda a família. Conheça algumas dicas que podem garantir um bom futuro.
QUANDO DOIS MAIS DOIS NÃO SÃO QUATRO.
A Família Mendes, moradora da Tijuca, se viu em um enrolado problema fi nanceiro: o pai, Márcio, e a mãe, Aurora, possuem dois fi lhos. Ano passado, justamente no fi nal do ano, época em que as pessoas mais gastam, eles não se planejaram e acabaram entrando em uma complicada bola de neve: “Recebi meu décimo terceiro e acabei gastando nos presentes dos meninos e em uma viagem ao exterior que fi zemos. Em janeiro, com a matrícula da escola, material escolar, IPVA e IPTU, não teve como não entrar no cheque especial. Além disso, os cartões de crédito já estavam comprometidos pelas despesas do exterior.
Quase tive um treco!” Comenta Márcio. Esse problema é muito mais comum que parece. Centenas de pessoas carecem da falta de planejamento e acabam gastando bem mais que deveriam. Só que para saber corretamente para onde está indo o dinheiro, fazer cálculo é fundamental. Aurora teve consciência e fez uma coisa bem simples: colocou no papel tudo que a família gastava ao longo do mês. “Coloquei tudo em uma planilha, desde a mensalidade da escola das crianças até o que gasto fazendo unha no salão. Como dinheiro não cai do céu, para a dívida não crescer, tivemos que cortar os supérfl uos por seis meses, mais ou menos. E este ano, uma parte do nosso 13º vai para essas despesas chatas de janeiro”.
QUANTO MAIS CEDO MELHOR:
Pra quem acha que esse assunto só interessa aos adultos, um dado das administradoras de cartão de crédito chamam


a atenção: grande parcela dos jovens de 12 a 17 anos já está endividada no cartão de crédito. E isso mostra claramente a falta de informação e orientação fi nanceira.
Pais e fi lhos devem ter um diálogo aberto. Por exemplo, se uma criança insiste em algum brinquedo ou presente caro e, no momento, os pais não têm dinheiro para adquiri-lo,
a criança deve ter a consciência que precisa saber esperar.
Outra dica para ajudar a ensinar a educação fi nanceira é a popular mesada: se os pais dão um dinheiro fi xo por semana ou por mês e, por ventura, a criança gasta tudo, ela deve saber que precisa poupar para conquistar aquilo que deseja.
Essas situações do cotidiano ajudam a preparar a criança para a vida adulta.
DE GRÃO EM GRÃO.
Porém, uma das coisas mais simples para evitar problemas fi nanceiros é poupar. E isso requer disciplina, comprometimento e uma forcinha em geral. Os economistas dizem que o correto é poupar 10% de seu salário. Mas culturalmente, o brasileiro não é um bom poupador. Se você é como a maioria, comece realizando pequenos cortes que nem serão sentidos no fi nal do mês. Um exemplo: quando for ao supermercado, evite levar os menores: pesquisas afi rmam que com crianças, os adultos tendem a gastar até 5% a mais. Outra dica importante na hora de ir às compras:
leve sempre o encarte ou o anúncio do dia do supermercado concorrente. Alguns estabelecimentos cobrem os preços menores. Você vai ver que pequenas mudanças vão fazer diferença enorme na sua vida e no seu bolso.

 



Você pode pagar seu anúncio com :