•Agência de Turismo
   •Beleza e Estética
   •Decoração
   •Diversão
   •Educação e Cursos
   •Gastronomia
   •Lazer
   •Meio Ambiente
   •Moda e Vestuário
   •Pet & Cia
   •Psicologia
   •Saúde
   •Turismo

Cânion Itaimbezinho: frio e aventura entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Compartilhe esta matéria com seus amigos !

Sabe aquelas promoções que costumamos ver em supermercados, “Compre dois, pague um” ? Pois bem,
essa viagem segue o mesmo conceito. Vamos levar você até uma das mais impressionantes paisagens brasileiras, o cânion do Itaimbezinho, que fi ca na divisa entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Um lugar único repleto de aventuras e natureza para sua família.
VÁRIAS ROTAS, UM DESTINO.
Geralmente, damos um ponto de partida para o início de nossas viagens, mas dessa vez, temos que fazer um pouquinho diferente. Por estar localizado na divisa entre dois estados, há duas maneiras de se chegar até o mais bonito cânion do país.
A primeira opção para o viajante é seguir até a cidade catarinense de Praia Grande, localizada no extremo sul do estado. Se você estiver visitando São Joaquim, nossa matéria de capa, essa será a melhor opção. Já a outra alternativa é ir até a cidade de Cambará do Sul, no Rio Grande do Sul. Ambos os caminhos fazem você chegar até o Parque Nacional de Aparatos da Serra, uma área de preservação ambiental, criada em 1959. Posteriormente,
para ampliar a área de proteção, foi criado o Parque da Serra Geral, em 1992. Juntos, eles ocupam uma área de 22 mil hectares que abrange uma boa parte das duas cidades.
UMA ESCULTURA DA NATUREZA.
Quem se recorda das aulas de geografi a, sabe que cânions são vales profundos, com encostas quase
verticais feitas pela erosão das rochas. Essas estruturas demoram milhares de anos para atingirem a forma atual e, justamente por isso, são um espetáculo da natureza.
Itaimbezinho, o cânion mais famoso do Brasil, possui dimensões impressionantes: são quase 6km de extensão e cerca de 700m de profundidade! A largura máxima pode chegar em alguns trechos a até 200m! Nos dias mais claros, a paisagem fi ca ainda mais bonita: do alto do Itambezinho, pode-se enxergar uma parte do litoral do Rio Grande do Sul.
AVENTURAS POR DENTRO DA NATUREZA.
O local, atrai turistas o ano inteiro, mas em julho e agosto, meses mais frios do ano, a procura se intensifi ca.
Por isso, e também para preservar a mata em volta, o parque só permite o visitante chegar até o cânion por três


trilhas, que variam pelo grau de difi culdade.
A mais fácil é a trilha do Vértice. 45 minutos de caminhada com direito a uma belíssima visão frontal da cascata das Andorinhas. Apesar de leve, você caminha nas bordas do abismo, o que confere uma sensação única aos turistas. Já a trilha do Cotovelo exige duas horas e meia de caminhada (cerca de 6km), passa pela cachoeira Véu da Noiva e termina com uma vista panorâmica do Itaimbezinho. Na parte baixa fi ca a trilha do Rio do Boi, para quem gosta de atividades radicais. A trilha dura até sete horas e é feita pelo interior do cânion. Durante o trajeto há paradas para banhos de rio e de cachoeira.
Apenas uma última dica: as trilhas só são permitidas com acompanhamento dos guias locais e não é permitido
acampar dentro da área de proteção. Por isso, programese para fazer as caminhadas.
LIGAÇÃO COM O VERDE.
Além do Itambezinho, os parques ainda possuem diversas atrações. Você pode se deliciar com as incríveis
cavalgadas, conhecer cachoeiras e rios e, se ainda tiver fôlego e vontade, conhecer o outro cânion da região, o Fortaleza, com cerca de 900 metros de profundidade e quase 7km de extensão. Natureza, aventura e uma das mais impressionantes atrações geográficas do Brasil.
Aproveite que você vai estar na frente de um abismo e jogue fora a sua rotina. Boa aventura e uma excelente viagem.
Foto: Divulgaçaão
capa: Itambezinho

 



Você pode pagar seu anúncio com :